Usinas processaram 5,3 milhões de toneladas de cana

Com mais de 5,3 milhões de toneladas de cana processadas, a safra 21/22 encerrou o mês de outubro com um crescimento de 15,4% em comparação ao mesmo período da moagem anterior, quando a quantidade de cana beneficiada era de 4,6 milhões de toneladas.

Os dados foram divulgados pelo departamento Técnico do Sindicato da Indústria do Açúcar e do Álcool no Estado de Alagoas (Sindaçúcar-AL) por meio do boletim quinzenal número 04 com a posição acumulada da moagem até o dia 31 de outubro.
Quanto o mix de produtos, a quantidade de açúcar (VHP e cristal) produzida em pouco mais de dois meses de moagem foi de 378.652 toneladas. Ante ao mesmo período da safra 20/21, quando o acumulado era de 359.850 toneladas, houve uma variação positiva de 5,22%. Entre as unidades industriais, a variação de crescimento oscilou de 78,6% até 4,9%.
Os números também seguem uma tendência de alta no que se refere ao etanol (anidro e hidratado). Da segunda quinzena de agosto até o fim de outubro, as unidades agroindustriais do setor sucroenergético alagoano, haviam produzido 113.194 milhões de litros.
Na comparação com o acumulado de outubro de 2020, quando a produção era de 108.418 milhões de litros, foi registrada uma variação positiva de 4,4%. O percentual de crescimento entre as unidades, no período, variou de 150,2% para 0,14%.