Skip to content

Seminário discute desenvolvimento sustentável

Notícias

Seminário discute desenvolvimento sustentável

Uma aliança firmada pela conservação do patrimônio natural e cultural foi o tema do seminário internacional Gestão Empresarial em Reservas de Biosfera, ocorrido esta semana em Maceió e que contou com o apoio do Sindaçúcar-AL.
No evento, realizado no Hotel Marinas e que reuniu empresários e especialistas de várias partes do mundo, fez parte da agenda comemorativa da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica que simboliza o início da criação das Reservas da Biosfera Brasileiras.
O seminário teve como finalidade promover o intercâmbio de experiências e iniciativas sustentáveis de empresas inseridas em Reservas de Biosfera Iberoamericas.
O assessor da presidência do Sindaçúcar-AL, Alfredo Cortez foi um dos apresentadores do painel: “Práticas Sustentáveis da Agroindústria em Reservas da Biosfera”, representando o presidente da entidade, Pedro Robério Nogueira.
Na oportunidade, ele destacou as ações ambientais realizadas pelas unidades do setor sucroenergético alagoano, a exemplo do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado com o Instituto do Meio Ambiente de Alagoas (IMA/AL) e o Ministério Público Estadual para a preservação das matas ciliares.
“Apresentamos o que as usinas promovem na defesa do meio ambiente. Hoje, cada usina tem uma RPPN com um trabalho efetivo de recuperação as matas ciliares, manutenção dos cursos de água e preservação da fauna nativa. Tivemos casos de riachos que secaram e, após o trabalho de recuperação das matas, voltaram a existir”, afirmou o assessor da presidência do Sindaçúcar-AL.
Cortez apresentou ainda demais ações das usinas na preservação do meio ambiente como a parceria com o IMPA para a recuperação da mata atlântica, adoção de um mascote por cada unidade industrial para a preservação das espécies, combate a poluição do ar com o controle dos gases liberados pelas chaminés das usinas, além de iniciativas culturais como a fabricação de peças de artesanatos com a palha de palmeiras.
O seminário, que começou no último domingo, 25, prossegue até a próxima quinta-feira, 29, contando ainda com a realização das usinas Seresta, Coruripe e Santo Antonio.