Com crescimento de 7,6% usinas processaram 17,6 mi de toneladas de cana

Com um crescimento superior a 7,6%, a safra 21/22 ultrapassou a quantidade de cana moída no ciclo 20/21, totalizando mais de 17,6 milhões de toneladas de cana processadas até a primeira quinzena de março.
Os dados, que confirmam a confiança do setor agroindustrial canavieiro em mais uma safra de recuperação, foram divulgados pelo Departamento Técnico do Sindaçúcar-AL, por meio do boletim quinzenal de nº 13 com posição acumulada da moagem.
De acordo com estimativas divulgadas pelo Sindaçúcar-AL, a estimativa, até o fim do ciclo, que pode se estender até os primeiros dias de abril, é beneficiar mais de 18 milhões de toneladas de cana.
O levantamento técnico informa que, até o dia 15 de abril, cinco das 15 unidades industriais que participaram deste ciclo da cana em Alagoas, haviam finalizado a moagem (Caeté, Copervales, Leão, Santa Clotilde e Taquara).
Segundo o informativo técnico, das 15 usinas, apenas três tiveram, até o dia 15 de março, uma redução na quantidade de cana esmagada ante o mesmo período do ciclo passado e que oscilou de – 9,2% até – 2,7%.
O boletim acrescenta ainda que foram produzidos 426.631 milhões de litros de etanol. Face ao mesmo período do ano passado, quando o acumulado era de 405.944 milhões de litros do biocombustível, houve uma variação positiva de 5,1%.
Neste cenário de crescimento, apenas a produção de açúcar registrou uma leve redução de -1%, permanecendo na casa de 1,3 milhão de toneladas processadas.