ATR tem variação de -10,4%

O Consecana- AL/SE informou que o ATR de fevereiro teve uma variação negativa de 10,4% em comparação ao mês anterior. A redução foi provocada pela queda de preços de todos os produtos que fazem parte do mix da cana. O valor líquido do ATR foi de R$ 1,2544.
Neste cenário, o açúcar VHP, exportado para o mercado mundial, foi o produto com maior variação negativa de preço. O saco passou de R$ 122,53 em janeiro para R$ 99,77 em fevereiro.
Segundo o Consecana-AL/SE, com base nos dados repassados pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada/ Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz/ Universidade de São Paulo (CEPEA/ESALQ/USP), o saco do VHP comercializado com o mercado americano passou de R$ 219,74 para R$ 204,42. Já o cristal caiu de R$ 144,17 para R$ 143,22.
No que se refere a produção de etanol, o Consecana informou que o metro cúbico do hidratado caiu de R$ 3,431 para R$ 3,302, enquanto o anidro passou de R$ 3.791 para R$ 3,515.
Segundo dados do Consecana, o valor líquido da cana padrão, que corresponde a 114,09 kg de ATR/tonelada cana, em fevereiro foi de R$ 143,1145 com acumulado de R$ 154,4097.