ATR tem recuperação de 1,6% em julho

Após uma queda em junho, o ATR registou uma recuperação de 1,6% em julho. A alta foi puxada pelo preço do açúcar VHP exportado para os mercados americano e mundial. Neste cenário, o preço líquido do ATR no período foi de R$ 1,3023.
Respondendo por 50% do mix da cana em Alagoas, o saco do VHP – comercializado para o mercado americano – passou de R$ 201,70 para R$ 208,01, enquanto o VHP – exportado para o mercado mundial – subiu de R$ 91,30 para R$ 95,55.
Segundo o Conselho dos Produtores de Cana-de-Açúcar, Açúcar e Etanol dos Estados de Alagoas e Sergipe (Consecana-AL/SE), com base nos dados repassados pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada/ Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz/ Universidade de São Paulo (CEPEA/ESALQ/USP), entre os açúcares, apenas o cristal não teve aumento, sendo finalizado em julho a R$ 145,60.
Entre os demais produtos que fazem parte do mix da cana em Alagoas, o anidro, a exemplo do açúcar cristal, permaneceu exatamente com o mesmo valor praticado no mês anterior, R$ 3,854,17. Por outro lado, o metro cúbico do etanol hidratado passou de R$ 3.999,71 para R$ 3,946,25.
O Consecana informou ainda que o valor líquido da cana padrão, que corresponde a 114,09 kg de ATR/tonelada cana, em julho foi de R$ 148,5794 com acumulado de R$ 151,2149.