Etanol

ÁLCOOL – denominação de uma classe de compostos químicos ternários, constituídos por carbono, hidrogênio e oxigênio. Apresenta uma ou mais hidroxílas ligadas a um radical alcoíla. A palavra álcool é utilizada para denominar o álcool etílico ou etanol.

ÁLCOOL ANIDRO – com um teor alcoólico superior a 99,3 º INPM , em geral utilizado para ser adicionado à gasolina.

ÁLCOOL DESNATURADO – álcool com adição de substâncias para impedir seu uso em bebidas, alimentos ou produtos farmacêuticos.

ÁLCOOL ETÍLICO (ETANOL) - membro mais importante da classe dos álcoois ( C2H5OH ), com peso molecular: 46,07 ; ponto de ebulição: 78,4ºC ; ponto de fusão: 114,4ºC ; calor específico ( 20ºC ) 0,573 kcal/kg, ºK; calor de vaporização ( 78,3ºC ); 204,3 kcal/kg; índice de refração ( 20ºC ): 1,3610 .

ÁLCOOL HIDRATADO – com graduação alcoólica em torno de 93,2 º INPM , em geral utilizado como combustível automotivo.

ÁLCOOL REFINADO - sofre um uma nova retificação, para atingir os seguintes requisitos: teor alcoólico mínimo de 94,2 º INPM ; acidez total máxima de 1,5 mg/ 100 ml; aldeído máximo de 1,0 mg/ 100 ml; ésteres máximo de 2,0 mg/ 100 ml; resíduo fixo máximo de 1,0 mg/ 100 ml: Barbet mínimo de 15 minutos.

NORTE-NORDESTE
EVOLUÇÃO DA PRODUÇÃO DE ÁLCOOL TOTAL (em M³).

Baixar versão em PDF

SafrasAlagoasBahiaPernambucoParaíbaR.G. NorteDemais EstadosTOTAL N/NE
1981/82417.7485.247255.37875.33840.28531.724825.720
1982/83564.3405.171340.819158.71367.80551.4641.188.312
1983/84550.39227.570265.561167.71467.53150.8701.129.638
1984/85705.19643.343454.209229.32086.51784.4721.603.057
1985/86859.05338.160571.754310.155132.002110.1172.021.241
1986/87936.10627.535666.351300.177150.778124.2982.205.245
1987/88730.38622.361480.870285.366138.426133.1861.790.595
1988/89686.15032.911528.993276.222120.298104.3941.748.968
1989/90909.62829.735582.951281.831116.901123.9502.044.996
1990/91778.38818.201516.878264.674106.214120.4231.804.778
1991/92734.90535.435507.388280.75884.668117.4121.760.566
1992/93717.95135.765432.821247.91496.86994.0811.625.401
1993/94410.08623.501223.325113.85759.05078.802908.621
1994/95611.41751.811375.326239.281104.60473.2601.455.699
1995/96600.45974.772470.361277.684118.864163.6131.705.753
1996/97881.28696.928698775337.094127.586177.7722.319.441
1997/98841.076101.709554.492310.291136.698219.0952.163.631
1998/99572.12476.494436.261260.114109.848192.8131.647.654
1999/00551.47770.648340.226201.63368.896147.3921.380.272
2000/01712.63448.484299.764218.22193.786154.2441.527.133
2001/02570.12454.632261.933226.60679.865174.6421.367.802
2002/03569.59557.891306.974240.36799.015199.0261.472.868
2003/04703.28449.650379.995277.76394.870216.1441.721.706
2004/05686.96962.954414.664302.08689.365235.0371.791.075
2005/06546.046103.275329.434267.57873.649275.8451.595.827
2006/07636.82595.023342.328317.86278.048311.8201.781.906
2007/08852.907140.535476.682395.05749.244299.6652.214.090
2008/09845.363141.484545.252394.735114.909378.9982.420.741
2009/10625.785118.075400.026389.227121.507350.5512.005.171

FONTES: IAA, DATAGRO,MICT, DAA/MAPA e Sindaçúcar-Al, Sindaçúcar-PE, Fórum Nac. Sucroalcooleiro, UNICA, Sindalcool-PB.