19ª Conferência Internacional DATAGRO sobre açúcar e etanol

Notícias

Ministro Paulo Guedes apoia demandas do setor sucroenergético de AL e PE

O presidente do Sindaçúcar-AL, Pedro Robério Nogueira, e do Sindaçúcar-PE, Renato Cunha, participaram na quarta-feira passada, dia 12, em Brasília, de uma audiência com o ministro da Economia, Paulo Guedes.

A reunião contou ainda com a participação dos empresários Vitor Wanderley, usina Coruripe; Fernando Farias, usina Caeté e Luiz Antônio Bezerra, usinas Serra Grande e Trapiche (PE), além de Gilberto Tavares de Melo, usina Central Olho D’Água (PE).

Na audiência, foram debatidos aspectos relacionados à venda direta de etanol aos postos revendedores de combustíveis e a eliminação da cota de isenção da tarifa de importação sobre o etanol importado, além de alternativas para a revitalização do Polo Agroindustrial Canavieiro do Nordeste.

Além do ministro Paulo Guedes, a comitiva de empresários do setor sucroenergético dos dois Estados, contou na reunião com a presença do secretário de Competitividade, Igor Calvet, e do secretário da Receita Federal, Marcos Cintra.

“Nesta audiência foi obtido do ministro Paulo Guedes e de sua equipe a concordância com a adoção da venda direta e o compromisso de não isentar as importações de etanol enquanto os Estados Unidos não isentarem as importações de açúcar”, informou Pedro Robério Nogueira.

De acordo com o presidente do Sindaçúcar-AL, o gestor do Ministério da Economia concordou ainda que o Nordeste precisa de um choque de revitalização na produção de cana. “Ele admitiu nos receber em outra oportunidade para debater um plano nesse sentido”, finalizou.

 

Esta entrada foi publicada em Notícias. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Faça seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>