19ª Conferência Internacional DATAGRO sobre açúcar e etanol

Notícias

Maquinas deverão colher 20% da cana em Alagoas no ciclo 19/20

Dados divulgados pela Conab apontam que 20,3% da colheita da cana em Alagoas, na moagem 19/20, será mecanizada. A informação faz parte do primeiro levantamento da safra da cana-de-açúcar divulgado pelo órgão.
O estudo mostra ainda o avanço contínuo do processo de mecanização no campo, afirmando que na safra 09/10 a colheita mecanizada respondia por apenas 6,3% de todo o processo no Estado.
Apesar do aumento da mecanização no canavial, o levantamento afirma ainda que a quantidade de máquinas existentes em Alagoas, no próximo ciclo da cana, deve ser menor em comparação ao da moagem anterior, passando de 62 para 54 unidades.
Mesmo com a redução prevista, de acordo com a Conab, Alagoas permanecerá como o Estado com a maior concentração de máquinas na região Norte/Nordeste, que juntas totalizam 186 unidades.
O levantamento esclarece ainda que, no Brasil, o sistema de colheita mecanizada tem avançado muito nos últimos anos. O percentual que era 24,4%, na safra 07/08, no ciclo 19/20 está estimado em 91,8%. A região Centro/Sul, beneficiada por relevo que favorece a mecanização, já chega a 97,7% da colheita com o uso de máquinas.
Por outro lado, no Norte/Nordeste tem 24,3% da colheita mecanizada. Em Alagoas e Pernambuco se encontra mais de 60% da área colhida dessa região. Em Pernambuco, a previsão é de 4,9%.
Para a Conab, áreas de produção acidentadas com declives acentuados e a maior disponibilidade de mão de obra contribuem para a exploração da colheita manual.
O órgão do governo federal aponta ainda que a quantidade de colhedoras em uso no Brasil chegou a 6.195 unidades na safra 16/17, número recorde para o país. O aumento desde a safra 07/8 até a safra 19/20 foi de 347,3%, o que equivale a 5.462 colhedoras a mais no campo.
MANUAL
Com o avanço da mecanização, o estudo técnico alega que 79,9% da colheita, no próximo ciclo da cana, em Alagoas, será manual.
Desde que os dados começaram a ser computados, no ciclo 09/10, que o percentual, segundo afirma o levantamento, vem diminuindo a cada ano no Estado. Na safra 18/19, 80,4% da colheita foi manual, sendo responsável pelo emprego de mais de 50 mil postos de trabalho.
NACIONAL
No ciclo 19/20, o percentual de colheita manual é estimado em 2,3% na região Centro/Sul, onde se concentra a maior parte da produção. Na região Norte-Nordeste, tanto pelo relevo mais acidentado quanto pela disponibilidade de mão de obra, esse percentual ainda é de 75,7%.

 

Esta entrada foi publicada em Notícias. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Faça seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>