Notícias

Presidente do Sindaçúcar-AL aposta em retomada do setor canavieiro

Apesar da crise enfrentada nos últimos anos pelo setor sucroenergético alagoano, amargando uma quebra de safra de 13,7 milhões de toneladas de cana no ciclo 17/18, o Estado continua sendo o maior produtor de açúcar e etanol da região Nordeste.
Segundo o presidente do Sindaçúcar-AL, Pedro Robério Nogueira, atualmente, as unidades industriais do segmento canavieiro produzem a metade do que já foi produzido seis anos atrás.
“Com isso, o RenovaBio é o único ingrediente novo que justifique a expansão da produção para o mercado interno de Alagoas que é uma necessidade que vem sendo reclamada. O Estado, nos últimos anos, obrigou-se a exportar majoritariamente os produtos derivados da cana e precisa recuperar este espaço. E, no que se trata da questão do etanol, existe um chamamento que é o RenovaBio”, declarou Nogueira.
Segundo ele, com o RenovaBio entrando em pratica, o setor poderá expandir de forma significativa a produção de etanol, recebendo ainda as compensações que serão oferecidas pelo programa.
Canaviais
De acordo com o presidente do Sindaçúcar-AL, a renovação dos canaviais é uma condição primordial para o setor continuar existindo em Alagoas. “O RenovaBio é uma recepção para esse volume adicional ou para um mercado adicional da cana que decorrerá dessa renovação. Sem a renovação do canavial, nós estaremos descendo uma escala inimaginável e inaceitável para a economia alagoana”, afirmou.
Para o líder do setor, a retomada da regularidade pluviométrica ocorrida no último ano dará um aporte importante para o próximo ciclo da cana no Estado. “Aparentemente, nós estamos interrompendo a curva de decréscimo de produção. A próxima safra deverá ser um pouco maior. A partir de agora, com o RenovaBio e com as políticas especiais que o Estado de Alagoas está estudando o setor terá o impulso que precisa. Clima favorável, políticas publicas e esforço empresarial são as medidas necessárias para a retomada do nosso patamar de produção clássico e tradicional”, reforçou.
Pedro Robério foi o moderador do painel de abertura do “Seminário Biomassa Energética e Sustentabilidade“ com a exposição do tema “RenovaBio: programa nacional de biocombustíveis”.
O seminário foi realizado nesta terça-feira, 22, na Federação da Agricultura e Pecuária no Estado de Alagoas (Faeal), tendo sido produzido pela Embrapa e a Secretaria de Estado da Agricultura de Alagoas.
Durante o painel apresentado pelo presidente do Sindaçúcar-AL, foram realizadas as palestras “Contribuições do RenovaBio para os setor sucroenergético”, proferida por Antonio de Pádua, diretor técnico da Unica, e “RenovaCalc: calculadora para a comprovação do empenho ambiental” realizada por Marília Matsuda, pesquisadora da Embrapa Meio Ambiente.

Esta entrada foi publicada em Notícias. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Faça seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>