Notícias

I Seminário da Agroindústria Canavieira no Brasil

Objetivo

A JOB Economia apresenta mais um Seminário sobre a agroindústria canavieira do Brasil, agora com destaque para a região Norte- Nordeste do País.
O objetivo do Seminário é atualizar o posicionamento dos players do setor em relação a safra 2012-13 e identificar tendências de médio e longo prazo. Como é do estilo JOB Economia, o Seminário pretende ser uma consultoria multicliente voltada também para a análise das condições de competitividade e de estratégias para a região Norte- Nordeste do país, no ambiente atual de grandes mudanças.
A condução do Seminário se dá como um fórum de discussões, onde se aproveita a rica experiência profissional dos participantes para informação e posicionamento estratégico.

A quem interessa o Seminário

Realizados desde 2002 em São Paulo -Capital têm tido a participação de produtores de açúcar e etanol, tradings, corretores de mercados físico e futuros de açúcar e etanol, indústria química, distribuidores de combustíveis, fornecedores de cana, indústria de alimentos e bebidas, bancos e atacadistas.
Nossa formação e experiência profissional somada à participação de diretores, gerentes e responsáveis por planejamento, crédito, suprimentos e comercialização de cana, açúcar e etanol garantem conteúdo, complementaridade de interesses e reforçam relações profissionais promissoras.
É uma excelente oportunidade para toda a cadeia produtiva sucroenergética brasileira se reunir num só espaço, refletindo e discutindo sobre o presente e o futuro do setor.

O Programa

1 – Condicionantes dos preços do açúcar e álcool nos mercados externos.
1.1 – Economia e agricultura mundial: como ficam as perspectivas de crescimento global, considerando as últimas decisões da União Europeia? Como pode ser o contágio das anêmicas economias ricas sobre o dinamismo econômico dos BRICS e, em particular, sobre o Brasil? E como ficam os preços das commodities?
1.2 – Mercado de petróleo: perspectivas de curto e médio prazo. Que preços esperar para petróleo e gasolina? Haverá suporte para o etanol combustível?
1.3 – Mercado mundial de açúcar: a safra mundial de 2012/13 será superavitária, mesmo considerando o efeito El Niño? Que faixa de preços podemos admitir para açúcar VHP e cristal 150?
1.4 – Mercado mundial de etanol: é possível recuperar um potencial relevante de crescimento do mercado mundial de etanol combustível? Quando? Os EUA continuarão como nossos principais clientes?

2- A safra brasileira de 2012 e a super safra de 2013. O papel do Norte-Nordeste no abastecimento e preços.
2.1 – Oferta e demanda : clima, expansão de área, capacidade industrial, produção, consumo, exportações e importações , estoques, transferências regionais. O NNE abastecendo-se do CSul e dos EUA.
2.2 – Situação econômico- financeira das usinas: atual e passado recente.
2.3 – Cenários de preços em São Paulo para cana, açúcar e etanol em 2012-13.

3 – Condicionantes do crescimento no médio e longo prazo.
3.1 – Custos e competitividade: uma taxa de câmbio desvalorizada favorece o Brasil, mas não garante sustentação no médio prazo. E o NNE, como fica sua competitividade?
3.2 – O papel do Governo: passado e presente.
3.3 – Co-geração de energia elétrica com bagaço e sua contribuição para o resultado econômico da usina.
3.4 – Meio ambiente: o suporte necessário.
3.5 – Tecnologia a favor e contra.
3.6 – Estratégias empresariais.
O etanol hidratado combustível como válvula de segurança do sistema. A opção do NNE.
O desafio da sobrevivência da média empresa sucro-energética frente aos grandes grupos do setor.
As estratégias dos grandes players.

 

Mais informações: http://www.jobeconomia.com.br/nordeste/email.html

 

Esta entrada foi publicada em Notícias. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Faça seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>